O aborto na visão da doutrina espírita

28/03/2011 00:08

O ABORTO NA VISÃO DA DOUTRINA ESPÍRITA.



Conforme pesquisa da Datafolha, 68% dos brasileiros declararam-se favoráveis que o aborto prossiga tipificado como crime no Código Penal Brasileiro. Desta forma, a maioria dos brasileiros considera ser a vida um direito inalienável do feto que se desenvolve no útero materno.

O Espiritismo tem posição consistente, manifestada pelos Espíritos Superiores, ao responderem que “o abortamento voluntário é um crime, qualquer que seja a época da concepção”:

- “Existe sempre crime quando transgredis a lei de Deus. A mãe, ou qualquer pessoa, cometerá sempre crime tirando a vida à criança antes de nascer, porque está impedindo, a alma, de suportar as provas das quais o corpo deveria ser o instrumento.”

Allan Kardec questionou, em seguimento, se “há crime em sacrificar a criança para salvar a mãe”, isto quando a vida materna corresse perigo com tal nascimento. Foi ditado então o único permissivo da Justiça Divina, a exceção da regra:

- "É preferível sacrificar o ser que não existe ao ser que existe."